Primeira grande obra literária sobre nossa história será lançada em agosto

No mês de agosto próximo está previsto o lançamento do livro “Subsídios à história de São João Nepomuceno – da Colônia ao Império / até 1851” . O autor deste portentoso trabalho de 460 páginas é Marcus Vinícius Dadalti Barroso, são-joanense, residente há vários anos em Juiz de Fora, mas apaixonado pelo estudo de nossa história.

Capa do livro, ilustrada por uma reprodução de pintura do artista alemão Rugendas

Reproduzimos abaixo o texto contido na contracapa do livro, para que se tenha uma ideia de como era a realidade política naqueles tempos:

Neste relato é bom lembrar que várias tentativas de assassinato ocorreram na cidade. Ninguém veio disso a falecer: o major Mayer morreu, provavelmente, pelas complicações da sífilis, o dr. Honório, o delegado Nominato e o recruta do tiro na nuca sobreviveram aos atentados encomendados, para contar a incompetência dos matadores contratados. Os únicos “tiros” que efetivamente alcançaram resultados foram os que abateram a cidade de São João Nepomuceno. José Dutra Nicácio, portanto, foi bastante preciso quando na data em que recebeu a notícia da transferência da sede do município, ironicamente mencionou “o transporte do cadáver desta defunta vila para ser depositado em uma casa encostada do Cágado que ninguém dá notícia dela”.

Marcus Vinícius Dadalti Barroso ( imagem extraída da rede social Facebook)

 

Detalhes sobre o evento em que o livro será lançado ainda estão para ser definidos e assim que nos for possível os divulgaremos com muito prazer, já que o autor é nosso amigo de longa data, filho de José Augusto Barroso (Gute) e Virgínia Datalti Barroso (já falecidos), e neto dos também saudosos Antônio Barroso (Barrosão) e D. Maria Pacaccini Barroso . Pelo lado materno seus avós, de saudosa memória, são Luiz Dadalti e D. Alba Zaide Dadalti.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.