Uma estátua do Padroeiro na entrada da cidade

 

SÃO JOÃO NEPOMUCENO (IMAGEM EXTRAÍDA DA INTERNET)

Esta é uma sugestão nossa à administração pública, inspirada no fato de que o vereador Ruy Rodrigues Barbosa, em recente reunião da Câmara (21/05), apresentou a indicação nº78/2019, no sentido de que a lei nº 2269, de 21 de outubro de 2003, estabelecendo a instalação de um monumento ao Santo ,em tamanho natural, seja colocada em prática. A diferença é que o vereador sugere que a estátua seja colocada em uma de nossas praças, e nós propomos a ideia de que a mesma seja erigida em uma das entradas da cidade.
Algumas informações sobre nosso Santo Padroeiro

 

De família pobre, São João Nepomuceno nasceu quando seus pais já estavam em avançada idade. Daí ser “JOÃO” o seu nome, numa alusão ao nascimento de João Batista que também nascera quando Santa Isabel já era bastante idosa. Estudou na Universidade de Praga, onde se formou em Direito Canônico e doutorou-se em Teologia.

 

Ordenado sacerdote, sua grande eloquência levou-o à corte, e ali tornou-se capelão e confessor. A própria rainha e imperatriz Joana tomou-o para diretor espiritual. Pouco se sabe da realidade dos fatos que culminaram no seu cruel martírio.

 

 

 

Alguns afirmaram que São João Nepomuceno tornou-se um obstáculo às pretensões do rei, desejoso de controlar a Igreja. A opinião mais comum, entretanto, é que na impossibilidade de arrancar-lhe o segredo da confissão concernente à vida de sua esposa, o rei mandou torturá-lo. Primeiramente queimaram em fogo lento suas partes íntimas. Como continuasse firme na decisão de manter o segredo da confissão, sem que ninguém percebesse foi lançado nas águas do rio Moldava.

 

 

 

O corpo de São João Nepomuceno, entretanto, foi descoberto e recebeu digna sepultura na Igreja de Santa Cruz. Em seu túmulo foi grafado este epitáfio : “Aqui jaz o venerabilíssimo João Nepomuceno, doutor, cônego desta igreja e confessor da rainha, ilustre pelos seus milagres, o qual, por ter guardado o sigilo sacramental foi cruelmente torturado e lançado de cima da ponte de Praga, no rio Moldava, por ordem de Venceslau IV, no ano de 1383”.


2 thoughts on “Uma estátua do Padroeiro na entrada da cidade

  • agosto 24, 2019 em 5:06 pm
    Permalink

    Nilson, em tempos que nos é cobrado ajuda para manter nossos presos em Bicas. Por ser a cidade que mais detentos tem lá, quanto se pede ajuda para manter a casa de acolhimento de crianças em situação de risco e abandono, e a prefeitura diz estar com recursos escassos, uma obra destas nem o próprio santo se voltasse a vida aceitaria. Ah…. tem a saúde, a educação, que precisam de investimentos também…. estátua, não come, não estuda, não abriga criança nem da condições de dignidade a ninguém. A do Heleno, já chega…. talvez o diz que a bola dela bater no número 1, façamos outra.

    Resposta
    • agosto 25, 2019 em 11:29 pm
      Permalink

      Obrigado pela sua opinião.

      Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.