Ato de desrespeito ao patrimônio público e à memória de um cidadão

Por Nilson Magno Baptista

José Coelho Pinto foi criado na família do empresário Antônio da Fonseca Lobão e, por isso, era conhecido na comunidade são-joanense como “José Lobão”. Sua primeira profissão foi Barbeiro, mas como era um cidadão com muitas habilidades e tendo convivido com um grande empresário da indústria na cidade, ele também passou a investir nessa atividade, assumindo a direção de indústrias locais, como Calçados Volga, Fábrica de Ferraduras, e também aquisição e construção de imóveis.

José Coelho Pinto teve importante participação na construção do Bairro São José, onde colaborou na elaboração de grande número de plantas para essas futuras residências. Pela sua destacada participação na vida econômica e social do município e por se tratar de pessoa muito estimada e comunicativa , foi dada a uma de nossas ruas o seu nome, no Bairro Liberdade, de acordo com a lei nº 2397 de 11 de outubro de 2006.

Até aí, tudo bem, mas o lado triste da história é que,recentemente, tomamos conhecimento de que havia uma placa de rua jogada em um monte de entulhos em um bairro bem distante de seu local de origem. Fomos ao local e verificamos que a placa continha as inscrições: “Rua José Coelho Pinto – Bairro Liberdade”. Em seguida procuramos o vereador Nei Medina de Oliveira, solicitando sua ajuda junto à Secretaria competente para recolocar a mesma em seu devido lugar.

Aguardemos que a placa original, que está guardada em nossa redação,seja recolocada no local de origem, ou, se necessário, seja confeccionada uma nova.

“QUEM AMA VERDADEIRAMENTE SUA CIDADE NÃO DESTRÓI O PATRIMÔNIO PÚBLICO NEM DESRESPEITA AS FIGURAS QUE FAZEM PARTE DA SUA HISTÓRIA”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.