Reserva Particular do Patrimônio Natural “Vivendas de Taruaçu” é oficializada: natureza agradece

Por Nilson Magno Baptista

Finalmente podemos dizer que o distrito de Taruaçu, município de São João Nepomuceno, oficialmente já conta com a sonhada Reserva Particular do Patrimônio Natural “Vivendas de Taruaçu”. É o que consta do documento oficial em que assim é declarado o importante fato :

“Portaria IEF nº48, de 31 de maio de 2022 : reconhece como Reserva Particular do Patrimônio Natural a RPPN “Vivendas de Taruaçu ” de propriedade de Paulo Roberto Gomes e Dilma Ramalho Gomes, localizada no município de São João Nepomuceno/MG.

A Diretora-Geral do Instituto Estadual de Florestas, no uso de atribuição que lhe confere o inciso I do art.14 do Decreto nº 47892, de 23 de março de 2020, e tendo em vista o disposto na Lei nº 20922, de 16 de outubro de 2013, no Decreto nº 39401, de 21 de janeiro de 1998, na Lei Federal nº 9985, de 18 de julho de 2000, e no Decreto Federal nº 5746, de 05 de abril de 2006, resolve:

Art. 1º – Fica reconhecida como Reserva Particular do Patrimônio Natural a RPPN “Vivendas de Taruaçu”, processo SEI nº 2100 01 0057444/2020-57, de interesse público e em caráter de perpetuidade, localizada no município de São João Nepomuceno, Estado de Minas Gerais, no imóvel inscrito na matrícula 15803, registrada no ofício de registro de imóveis da Comarca de São João Nepomuceno, de propriedade de Paulo Roberto Gomes e Dilma Ramalho Gomes.

Parágrafo único – a RPPN “Vivendas de Taruaçu” tem área de 60,1997 hectares, averbada na matrícula do imóvel sob o número Av-2-15803;

Art. 2º – A Reserva Particular do Patrimônio Natural é uma área privada, gravada com perpetuidade, com o objetivo de preservar a diversidade biológica;

Art. 3º – As condutas e atividades lesivas à área reconhecida sujeitam o infrator às penalidades e sanções administrativas civis e penais cabíveis;

Art. 4º – Esta portaria entra em vigor na data da sua publicação.

Belo Horizonte, 31 de maio de 2022

Maria Amélia de Coni e Moura Mattos Lins – Diretora Geral do IEF”

 

 

 

 

 

One thought on “Reserva Particular do Patrimônio Natural “Vivendas de Taruaçu” é oficializada: natureza agradece

  • junho 7, 2022 em 4:36 pm
    Permalink

    É uma pena q resolveu evoluir depois q maioria das pessoas mudaram porque não melhorou antes das pessoa sair do lugar onde nasceu agora q todo mundo tá velho aí resolverão se adaptar transformando em uma cidade turista tinha.ter feito isto antes muito triste depois anos q vem mudança revoltante pois pra mi q fui criada nasci no local agora não faz diferença não fede nem cheira decepcionante agora virou foi rio de Janeiro das drogas ainda tá tirando onda pousada dos cara de pau daqueles q adora tapa sol com peneira….
    .

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.