Que tal uma área de camping para a cidade? (recordando)

Por Nilson Magno Baptista

Há 43 anos (maio de 1977) eu publicava no jornal “Novidade”, dirigido pelo amigo jornalista José Roberto Lima, um texto com o título acima e com seguinte teor:

“ De acordo com o Almanaque Abril 77 o aumento gradativo do interesse brasileiro pelo camping nesses últimos 5 anos fez com que o CCB (Camping Clube do Brasil), com sede em São Paulo, à rua 24 de maio, ampliasse consideravelmente a rede de áreas para acampamento que mantém e que proliferassem também os locais montados e geridos por particulares. Em dezembro de 1975, existiam no Brasil 250 campings (a título comparativo: a europa possui 720 na Alemanha Ocidental, 640 na Itália e 544 na França); e em setembro de 1975 a Embratur apresentou ao Conselho Nacional de Turismo um projeto de lei regulamentando e padronizando essas áreas, de acordo com os critérios já utilizados pelo CCB, que se conformam às normas estabelecidas pela Federação Internacional de Camping e Caravaning (fundada em 1934 e à qual estão filiados 29 países”

“ As instalações padrão incluem cantina, sanitários, chuveiros frios, tanques para lavagem de roupa e de louça, sinalização interna e externa, parque de estacionamento, portaria com casa de guarda e vigilância permanente”

Bem, aí estão algumas informações sobre o camping no Brasil. O que se pretende com isso é que todos os interessados pelo esporte tenham conhecimento sobre o mesmo. Existe em São João Nepomuceno um grupo razoável de adeptos do campismo. Desejamos, assim, iniciar uma campanha em prol da criação de áreas de acampamento em nossa terra.

Como todos sabem, há em nosso município áreas de lazer cuja beleza natural vem sendo explorada por grande número de pessoas que “curtem” a natureza. Todos tem conhecimento também de que essas áreas como a Cachoeira da Fumaça, por exemplo, tem recebido o devido tratamento a fim de que se torne uma atração turística.

Fica a sugestão de que uma área de camping próxima à Cachoeira da Fumaça, ao Curtume ou ao Horto Florestal que, consequentemente, receberia o tratamento adequado para essa finalidade. Para isso contamos com a participação de pessoas interessadas em campismo, para que possamos levar avante nossa campanha. Contamos também com a colaboração de nosso prefeito Antônio Cavalheiro, que sabemos ser uma pessoa de grande compreensão e diálogo aberto e que também se interessa pelos assuntos relacionados ao Turismo em nossa terra”

Algumas sugestões que fiz naquela época não seriam mais possíveis de serem concretizadas, como área de camping no “Curtume” ou na “Cachoeira da Fumaça”, mas atualmente essa área poderia ser implantada em Taruaçu, por exemplo, que na ocasião do Festival “Canta São João”, recebe um grande público e seria uma boa opção para quem tivesse interesse em passar os dois dias do evento curtindo as belezas naturais do local. Na sede do município ou em outros distritos também existem locais onde uma área de camping poderia ser implantada.

Bem, a ideia está lançada. Resta-nos, agora,  aguardar a repercussão por parte da população , da administração pública e também da iniciativa privada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.