Uma questão de justiça e reconhecimento (Parte 1)

Por Nilson Magno Baptista

Pela primeira vez, após 44 anos ininterruptos de militância política em nossa terra são-joanense querida, revelo aqui as razões de minhas escolhas e opções, como cidadão e eleitor, ex-candidato a vereador; ex-filiado do antigo MDB (Movimento Democrático Brasileiro); ex-secretário e membro fundador do PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro) e ex-presidente do PV (Partido Verde), atualmente filiado ao PSB (Partido Socialista Brasileiro).

Ingressei na Universidade Federal de Juiz de Fora em 1974,sendo que minha opção foi o curso de Direito. Nessa época um grupo de são-joanenses também iniciava cursos naquela Universidade. Mais tarde, em 1976 alguns amigos universitários foram consultados por um partido político, no caso o MDB (Movimento Democrático Brasileiro) – não esse de hoje, mas o original – sobre quem poderia representar os universitários são-joanenses como candidato a vereador em nosso município. Meu nome foi sugerido e, numa noite chuvosa de 1976, o candidato a prefeito Assaf Assafim, enviou um representante, de carro, para me buscar em Juiz de Fora, para que pudéssemos conversar. Naquela mesma noite, aceitei o convite e me filiei ao partido para me candidatar a vereador. Obtive 145 votos e fiquei como suplente do companheiro Hermes Fernandes Soares, porém não cheguei a substituí-lo. Fui candidato mais três vezes e não obtive êxito.

 

Diante desses fatos, com o passar dos anos, decidi não mais ser candidato, porém sem me afastar da militância política. Continuei participando como filiado ao MDB. Mais tarde, em 1980, passei a fazer parte, como secretário, no Diretório do então PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro). Assim, comecei a acompanhar mais de perto as atividades políticas, tanto do Poder Executivo, como do Legislativo são-joanense, incentivando outros a se candidatarem e aplaudindo seus trabalhos na vereança. Vários foram os vereadores que apoiei e incentivei, assim como Prefeitos e seus vices, tendo também dado apoio a deputados estaduais e federais, assim como governadores. Há anos acompanho os trabalhos dos Poderes Executivo e Legislativo, tendo participado várias vezes da “Tribuna Livre” da Câmara Municipal, e de alguns debates, o principal deles, por ocasião da votação do Código de Posturas do Município de São João Nepomuceno, onde fui o único cidadão a apresentar emendas ao projeto..

O vereador que hoje incentivo, como atual companheiro no PSB (Partido Socialista Brasileiro), é Nei Medina de Oliveira, considerado por muitos como um dos vereadores que mais se destacam, pelo seu modo diferenciado de trabalhar, inclusive com dedicação exclusiva ao cargo.

Para ilustrar minhas palavras, com satisfação venho a exibir o vídeo abaixo, em que o vereador Nei Medina, em seu primeiro e produtivo mandato, faz uma prestação de contas à população são-joanense.

NOTA DO AUTOR: CITAMOS AQUI, COMO EXEMPLO, O TRABALHO DO VEREADOR NEI MEDINA, MAS RESPEITAMOS TAMBÉM OS DEMAIS VEREADORES , QUE TEM PROCURADO, DA MELHOR MANEIRA, CUMPRIR COM SEUS DEVERES CONSTITUCIONAIS CONSIGNADOS NA LEI ORGÂNICA DO MUNICÍPIO.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.